sexta-feira, 27 de julho de 2012

Perfeição X Queda


Olá amigos,

Hoje estava na casa de uma vizinha ela tem 2 filhas e veio do Quênia, estranho como aqui eu conheci o que realmente é mistura de nacionalidades. Isso é muito bom pois semana passada me dei ao luxo de cozinhar canjica, que finalmente encontrei num mercado local afro-asiático.
Imagino que  o Brasil tenha sido assim no final do período de guerras mundias, pessoas de várias partes do mundo falando línguas diferentes. Aqui no Canadá é assim, ontem na fila de uma loja de roupas havia cerca de 20 pessoas, cada duas ou três falando uma língua diferente, até eu falo português com minha filha para que ela não esqueça, só a caixa falava um inglês de nativo!
Como ia dizendo hoje estava conversando com a vizinha e minha filha brincando na área comunitária, de repente ouvi um grito altíssimo, pensei que fosse uma filhas dela, quando vi era a minha filha, alguns arranhões pelo corpo nada que vários beijinhos, uma água com sabão para limpar e alguns band aids de princesas não dessem conta, mas ela gritava porque cair para ela é quase inaceitável. A tal vizinha não entendia porque ela chorava tanto, eu sim e disse:
-"Minha filha quase não cai."
-"Como assim ela quase não cai?"
Mais tarde ela veio em casa e disse para minha filha
-"É normal cair. Crianças caem."
Eu disse todo mundo cai, e tá tudo bem!
Mas para ela não é bem assim. Tudo que ela faz é quase calculado, quando começou a andar ela já tinha mais de um ano, de repente me disse "-Fica aí", e veio andando, assim simplesmente porque ela sabia que já havia praticado bastante a ponto de saber que não cairia mais.
Ela observa tudo, e quando acha que não vai falhar ela não arrisca, simplesmente faz.
Nas aulas de dança, de patinação artística, na escola, é interessante.
Eu sempre fui o contrário tenho infinitas marcas nas pernas de quando era criança, errava passos de dança, engessei ambos os tornozelos várias vezes.
Acho que arriscar faz bem, errar também, tira a necessidade de acertar sempre, isso é um peso, muita responsabilidade, mas por mais que tente falar delicadamente que ela pode errar e cair.

As pessoas são diferentes.

O que eu acredito é que embora venhamos a cair, o importante é aprender com a queda, levar como exemplo, procurar não repetir o ato.
Não precisamos de perfeição, precisamos de tolerância e compreensão, isso inicia dentro de nós mesmos.
Tenha em mente:

Esse momento é um momento cada vez melhor, faço o meu melhor, para mim e para quem estiver ao meu redor.

Cuidem-se, tenham um Dia Bom

Drikka.

Nenhum comentário:

Citações ANUEA

translate here

Onde você está

quantos já nos visitaram...

Siga por e-mail

seja bem vindo!