quarta-feira, 16 de março de 2011

O poder do Amor

Olá,

Espero encontrar todos bem.
Hoje foi um dia longo e cuidadoso, cuidei deste dia como devemos cuidar das flores que desabrocham.
O que sabemos sobre o Amor.
O Amor nos move, nos une, nos acompanha a vida toda.
Quando paterno ou materno, acompanha além da vida, para sempre.
Não acredito que acabe. Já tive muitos momentos em que acreditei que morrêssemos e só.
Noutros pensei que se somos parte de algo maior talvez voltássemos para este algo do qual havíamos nos desprendido.
Muitos e na maioria deles, acredito em Reencarnação...
Meu pai, doce figura, me ensinou muito em seu silêncio por vezes oportuno, seu jeito de olhar, de amar e admirar sua esposa e filhos.
Meu querido e falecido pai, me ensinou a ser tolerante com as crenças, ler antes de opinar e, acima de tudo acreditar em que se sente e não no que se vê.
Meu pai, sempre sinto seu amor a me envolver em dias de meu aniversário.
No dia seguinte ele parte, pois sinto que é útil onde está agora.
Hoje, um dia após meu aniversário ele partiu novamente e regressará em março de 2012...
Em maio serão 22 anos que ele se foi desta vida.
De sua pessoa ficou a voz rouca em minha mente, o sorriso tímido, e a vontade de ser sempre útil. As palavras de um ou outro sábio. Mas a mais bela para hoje é a de Paulo, que ambos admiramos, a palavra já cantada e tão repetida pelos séculos afora.
Sobre o Amor, seu poder e imortalidade:


"Ainda que eu fale as línguas dos homens e  dos  anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.
Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência: ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver amor, nada serei.
E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso se aproveitará.
O amor é paciente, é benigno, o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz incovenientemente, não procura seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor jamais acaba. Mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará. Porque em parte conhecemos e em parte profetizamos. Quando porém vier o que é perfeito, o que então é em parte, será aniquilado.
Quando eu era menino, falava como um menino, sentia como menino. Quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino.
Porque agora vemos como um espelho, obscuramente, e então veremos face a face; agora conheço em parte, e então conhecerei como sou conhecido.
Agora, pois, permanecem a Fé, a Esperança e o Amor. Estes três. Porém o maior deles é o Amor".


Disse Paulo em carta aos coríntios sobre o amor, Paulo o apóstolo que havia perseguido os Cristãos com a mesma paixão que adiante em um capítulo mais avançado de sua vida o fez ser morto, desta vez, em defesa daquilo que acreditava. Essa então é meus amigos o poder do Amor.

tenham um dia Bom,

até amanhã,

Drikka.

Nenhum comentário:

Citações ANUEA

translate here

Onde você está

quantos já nos visitaram...

Siga por e-mail

seja bem vindo!