quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Amor de Mãe

Hoje briguei com minha filha. Ela me pediu para que eu fizesse algo, que disse que não faria mais, algo simples, mas ela vai fazer 7 anos em 20 dias, não me cabe mais fazer isso. Não por mim, por ela, tem que se soltar mais de mim. Isso é ser mãe.
Não posso continuar fazendo coisas que faço, porque seria injusto com ela, se eu fizer é mais rápido para mim, sei que sairá correto, ma se ela?
Não vai aprender. Isso não é educar, é criar dependência; é ser inconsequente, é não mostrar que eles tem capacidade de fazer muito além do que fazem.
Ensinar
Amor de mãe é isso. Aprendi assim, tive que brigar com ela.
Claro que dói em mim, mas ensinar é difícil quando se envolve família e quando não é uma matéria de escola, ensinar a viver, não é fácil.
-"Você não gosta de mim", ela dizia, como sempre as crianças e pessoas em geral falam quando não têm o que querem.
-Você não gosta dela?- que bobagem, e lembrei as vezes  em que pensei o mesmo de minha mãe. Ela vai trabalhar, ela quer fazer algo só para ela, um ou outro motivo.Ela não gosta de mim...

Quando a coloquei para dormir, já depois que rezamos agradecemos por tudo durante o dia como de costume, eu me deitei de seu lado, sempre ouvimos música clássica bem baixinho para que ela durma tranquilamente. Olhei para seu rostinho pequeno, cada vez maior. Ela é tão especial, minha filha, fruto de meu amor, amo seu pai, meu marido, companheiro de muitos anos. Minha filha, que um dia vai sair de casa, morar longe ou não, será adulta e não dependerá mais de mim, não tanto.
Minha pequena filha, que eu adoro, não gosto, eu adoro, mas que não posso fazer todas as vontades por amar tanto.
Eu disse antes que ela dormisse.
-"Lembra daquilo no banheiro?"
-"Sim"
-"Você estava certa, eu não gosto de você. Eu amo você."
-"Sei."
-"A gente gosta de uma comida, uma roupa, uma coisa que alguém faz para nos agradar. E você não me agradou aquela hora. Eu amo você. Eu sempre te amo, mesmo que você não me agrade, mesmo que eu brigue com você e te ponha de castigo, eu sempre amo você. Você é minha filhinha, eu te amo desde que você estava na minha barriga. Deus fez você e você é minha filha e eu te amo. Sempre aprendo a te amar ainda mais. Se cada vez em que eu tentar te ensinar alguma coisa você ficar brava e nós brigarmos, mesmo assim eu amo você."
-"Mesmo?"
-"É. Quem ama ensina, não fazendo mas mostrando e deixando o outro fazer para aprender, se eu fizer para você eu não estou te ensinando, quando eu só tento te agradar eu estou atrapalhando na verdade. Isso não é amor. E eu amo você."
-"Obrigada."- ela me abraçou com o bracinho que tinha livre, o outro abraçava a boneca preferida, e eu falei -"Sempre, eu sempre te amei e sempre vou te amar, porque eu te amo. Agora pode dormir."
E está dormindo.

Amor de mãe. É diferente, verdadeiro e para sempre.

Nós


Fiquem com Deus,

tenham um dia bom,

Drikka.

Nenhum comentário:

Citações ANUEA

translate here

Onde você está

quantos já nos visitaram...

Siga por e-mail

seja bem vindo!